4I96-F3C3

Clique para ampliar

Acidente Fukushima

Acidente nuclear de Fukushima Daiichi (福島第一原子力発電所事故, Fukushima Dai-ichi Loudspeaker.svg? pronúncia genshiryoku hatsudensho jiko?) foi um desastre nuclear ocorrido na Central Nuclear de Fukushima I em 11 de março de 2011, causado pelo derretimento de três dos seis reatores nucleares da usina.[1] A falha ocorreu quando a usina foi atingida por um tsunami provocado por um maremoto de magnitude 8,7.[2] A usina começou a liberar quantidades significativas de material radioativo em 12 de março,[3] tornando-se o maior desastre nuclear desde o acidente nuclear de Chernobil, em abril de 1986, e o segundo (depois de Chernobil) a chegar ao nível 7 na Escala Internacional de Acidentes Nucleares,[4] inicialmente liberando cerca de 10-30% da radiação do incidente anterior.[5] Em agosto de 2013, uma enorme quantidade de água radioativa foi um dos problemas mais urgentes que afetam o processo de limpeza do local, que deve durar décadas. Houve contínuos vazamentos de água contaminada na usina e alguns no mar. Trabalhadores da fábrica estão a tentar reduzir os vazamentos através de algumas medidas, como a construção de muros subterrâneos químicos, mas eles ainda não têm melhorado significativamente a situação.[6]

Japão

Retornar

Clique na imagem para ampliar

Registre-se no nosso site

Equipe Remote Viewers Brasil - Rio de Janeiro - Brasil